Morar longe de casa para estudar: o que você precisa saber antes de decidir

Trouxemos para você dicas de como se planejar para essa nova fase da vida, para que você saiba como evitar problemas futuros.

Ver seu nome na lista de aprovados é uma sensação maravilhosa. Comemorar com seus amigos e sua família a entrada para o ensino superior tem um gosto enorme de vitória, de dever cumprido.


Mas o que fazer quando a universidade fica em outra cidade? Em outro estado?


Morar longe das pessoas que se ama não é uma tarefa fácil. Temos que aprender a lidar com a saudade, a ansiedade, o medo, a tensão, a solidão, entre outros sentimentos e situações que circundam toda essa decisão. Isso sem falar na grande responsabilidade que esse momento traz. 


Mas, de que forma essa escolha de vida pode ser facilitada? Trouxemos para você dicas de como se planejar para essa nova fase da vida, para que você saiba como evitar problemas futuros.


O “simples” fato de morar longe


Muitas pessoas têm essa como a única saída para a busca de uma vida melhor. Saem da casa dos pais, da cidade natal, do conforto da família porque acreditam estar indo ao encontro de um futuro melhor através do estudo. 


Afinal, sempre nos foi ensinado que na vida “tudo se paga com amor e dor” ou que “plantamos aquilo que colhemos”.


Quando abrimos mão da nossa cidade para correr atrás de um sonho em uma cidade maior, muitas vezes abrimos mão da nossa segurança e da nossa praticidade diária. Por isso é tão importante avaliar os seguintes itens:


A escolha de uma boa universidade


Escolher uma universidade que tenha uma boa estrutura deve ser o primeiro passo para que você tenha a certeza de que mudar de cidade valerá a pena. Observe se a universidade tem boas recomendações, se tem indicadores de qualidade. Para isso você pode ter como base o site da instituição, comentários em redes sociais de alunos e ex-alunos.


Depois desse primeiro passo, você estará apto para analisar outros quesitos. Veja como está a estrutura da faculdade, se tem estrutura completa, se dispõe de laboratórios, salas climatizadas, biblioteca com acervo necessário para boas pesquisas. Observe se o auditório tem boa capacidade, se existe a realização de eventos, palestras, simpósios.


Após verificar essas questões, passe a pesquisar sobre o corpo docente. Eles contam com bons professores? Esses professores têm acesso a cursos de atualização profissional? Como funcionam os estágios e a acessibilidade ao mercado de trabalho?


Se você tiver automóvel, também é importante que observe se existem lugares de fácil acesso para estacionar ou estacionamento próprio. Considere também as possibilidades de pagamentos, descontos e bolsas de estudo disponíveis.


Ok! Você escolheu a melhor universidade da cidade.  E agora?


Agora é hora de fazer a matrícula.


Matrícula


Essa é a primeira etapa que você fará presencialmente. Portanto, viaje com todos os documentos necessários para que não haja transtornos, atrasos ou gastos fora do orçamento já imaginado. 


Observe se todos os documentos estão em mãos, legíveis e atualizados. Se já é chato esquecer um documento quando estamos perto de casa, imagine longe, não é? 


Mudança


Matrícula feita! Agora começa uma enorme maratona, precisamos agilizar a mudança. Nesse momento, você deve avaliar a questão financeira. Se você tiver um amigo ou parente que resida na cidade, verifique com ele se não há possibilidade de ficar por lá. 


Mas não esqueça que mesmo assim é essencial que você ajude nas tarefas domésticas e nos gastos mensais da família que vai lhe acolher. Até porque ninguém merece ser um problema na vida do outro. Não acha?


Bom, se você optar por morar de aluguel, precisa avaliar se tem condições de arcar com o aluguel sozinho ou se vai procurar pessoas para dividir com você. MUITO cuidado nesse quesito também. Não vá colocar qualquer pessoa dentro da sua casa!


Caso você não tenha condições de bancar esses gastos, algumas instituições contam com apoio estudantil, ajuda moradia, auxílios e repúblicas. Veja qual a melhor opção.


Segurança


Jamais abra mão da sua segurança. Atualmente esse aspecto é considerado mais que essencial. Procure um bairro que não sofra tanto com a falta de iluminação, que tenha apoio policial mais próximo, que conte com câmeras públicas ou até mesmo privadas.


Transporte


A sua rotina é que vai guiar sua qualidade de vida. Tenha isso em mente! Por isso é importante que seus deslocamentos sejam facilitados, principalmente se você optar por morar em grandes centros urbanos. 


É estressante enfrentar o trânsito diariamente. Procure uma casa em um lugar de tenha boas vias de acesso, pontos de táxi e de ônibus próximos, ou, faça melhor, procure uma casa próxima à instituição que escolheu, assim além de evitar transtornos você evita mais gastos.


Comodidade


A proximidade dos centros comerciais lhe traz comodidade. Opte, se possível, por um lugar que tenha mercantis, farmácias, padarias próximos evitando o deslocamento, lhe dando mais facilidade no dia a dia. Assim você poderá fazer todas as tarefas de forma prática e rápida.


Considere também bancos, unidade básica de saúde, academias e outros serviços, tudo que torne sua vida urbana mais saudável.


Vizinhança


Assim como ter bons vizinhos facilitará sua vida, ter péssimos vizinhos pode significar um transtorno. É importante conhecer os arredores, observando as pessoas em breves visitas antes da mudança.


Há quem considere uma boa vizinhança aquela pacata, tranquila, que respeita regras e a vida em comunidade. Também existe quem pense o contrário, que seja mais agitada e afeitas a padrões, horários e regas. Nesse sentido você pode considerar a sua própria preferência pessoal. 


Se você é mais tranquilo, não vá morar ao lado de uma boate!


Lazer


Depois de já estar bem instalado, você precisa ter referências de bons lugares para frequentar ou do que fazer em um fim de semana livre ou nas horas vagas. Se você já tiver feito algumas amizades, peça dicas a eles de restaurantes, cinema, praças, praias, museus, teatros e outros. 


Caso as amizades demorem um pouco para serem estabelecidas, você pode contar com as buscas na internet e nos aplicativos de endereços. Entre na página, verifique se vale a pena, se cabe no orçamento e se divirta um pouco.


Tuuuudo certo. Agora você já é um universitário, já tem uma casa bem localizada, com infraestrutura que lhe permite ter uma boa relação com seus vizinhos, já sabe as opções de lazer que a cidade lhe oferece. É hora de pensar na sua saúde.


Você terá de enfrentar obstáculos sozinho. Entre eles estão os obstáculos psicológicos e emocionais que podem fazer você perder o foco. Lembre-se: Você mudou de cidade e deixou algumas coisas para traz, portanto é de grande importância que você faça tudo valer a pena.


Procure atividades de lazer e amigos que ocupem sua cabeça com coisas saudáveis no tempo livre, pratique atividades físicas. Você precisa do estudo, mas não tem que viver para ele o tempo todo, você também precisa respirar as vezes.


A parte mais difícil será mesmo a convivência com a saudade, por isso, conhecer pessoas que estejam na mesma situação poderá te trazer algum conforto. Caso isso não seja suficiente, procure uma ajuda profissional. Muitas instituições hoje oferecem ajuda emocional e psicológica.


É imprescindível que você abra mão dos medos e se agarre nos sonhos. Dê esperanças a um futuro melhor para você e para aqueles que você ama, por mais que os meios queiram lhe fazer desistir. Quem vive longe da família aprende que a vida não é lá essas maravilhas, mas que o laço que os une torna o amor ainda mais forte.


------------------------------


Inscreva-se no vestibular Iespes e faça a prova no seu tempo:  bit.ly/vestibular agendadoiespes2019


Compartilhe:

Tags: , , , , ,